Tecido aplicado na parede

Tecido aplicado na parede
Garantia de durabilidade e originalidade ao ambiente
 

Cada vez mais pessoas estão aderindo à moda de aplicar o tecido na parede, que retorna com tudo, trazendo de volta toda a elegância do passado. Belos, os tecidos são capazes de dar “vida” ao ambiente e oferecem uma variedade infinita de estampas, cores e texturas para agradar a todos os gostos, desde os mais ousados até os mais clássicos.
O revestimento de parede com tecidos é uma alternativa para se decorar a casa ou o escritório, pois transmite sofisticação e charme ao local, com a vantagem de proporcionar um melhor isolamento acústico e ter uma durabilidade maior do que a pintura.
 
 
 
A maneira como o tecido é aplicado faz toda a diferença para um resultado satisfatório e duradouro. Segundo Tatiana Quevedo, Gerente Industrial e Coordenadora do Núcleo de P&D da Lartex, empresa integrante do Comitê de Tecidos para Decoração da ABIT ( Original TexBrasil Décor), todos os tecidos podem ser aplicados em parede, independente da composição, porém o ideal para a aplicação são os tecidos mais grossos, para não correr o risco da cola transpassar para frente do tecido.
 
A instalação é a mesma indicada para papéis de parede, porém requer alguns cuidados que as 22 empresas integrantes do Comitê de Tecidos para Decoração da ABIT enumeram abaixo:
 
• É importantíssimo que o tecido tenha o tratamento anti-chamas; 
 
• É recomendado que a instalação seja feita sempre por um profissional experiente, pois a má colocação ocasionará em um tecido de aparência enrugada e assimétrico;
 
• Uma boa opção para revestir parede é o linho, pois quase todos podem ser usados para este fim. É importante que o tecido não seja muito aberto, como a gaze de linho e nem muito fino como a cambraia. Um linho entre 220 g/m2 e 550 g/m2 pode ser um ótimo revestimento de parede e dura muitos anos;
 
• O tecido pode ser aplicado diretamente sobre a parede utilizando-se cola fórmica, mas é recomendado que a parede esteja livre de umidades e nivelada para não ocasionar ondulações; 
 
• Para dar maior estabilidade dimensional e deixar o tecido com menos flexibilidade pode-se usar o backing, que é uma camada de adesivo que se aplica no verso do tecido; 
 
• Outra opção é colar primeiro uma espuma fina e depois aplicar o tecido, essa opção é bastante utilizada, pois possui um melhor acabamento, além de atuar como isolante térmico; 
 
• O tecido a ser aplicado na parede deve ser distribuído por altura, e como a largura da maioria dos tecidos é de 1,40cm, para não ocorrer deformação na simetria é necessário fazer uma costura observando o casamento dos desenhos. Uma vez costurado é recomendado passar o tecido com o ferro quente, pois propicia a abertura da costura evitando a evidência da mesma;
 
• Para lavabos e varandas o tecido mais adequado para aplicação na parede é o impermeável; 
 
• Recomenda-se não aplicar o tecido em áreas que fiquem expostas ao sol; 
 
• Para conservar e ter uma melhor durabilidade do revestimento deve-se utilizar levemente o aspirador de pó uma vez por semana. Para limpar manchas ou derramamento de líquidos o ideal é usar pano úmido e sabão neutro. Nunca use produtos abrasivos.
 
 
Sobre o Comitê de decoração da ABIT
 
Composto por 22 empresas, o Original TexBrasil Décor - Comitê de Tecidos para Decoração da ABIT, trabalha com o objetivo de proporcionar maior visibilidade aos tecidos de decoração de empresas brasileiras, demonstrando o quanto é indiscutível a qualidade dos tecidos, desenvolvidos com criatividade e tecnologia de ponta.
O Comitê da ABIT tem uma produção estimada de 2,5 milhões de metros/mês de tecidos, em jacquards, chenille, maquinetados, rústicos, rendas, voil, organzas, matelassê, estampados e black-out. Seus produtos são utilizados na confecção de cortinas, estofados, revestimentos, tapeçaria e artigos de cama e mesa, entre outros, no Brasil e exterior. São produzidos a partir de matérias-primas naturais como: seda, linho, rami e algodão; artificiais: raiom, viscose e acetato; sintéticas: poliéster, acrílico, polipropileno e pele sintética, entre outras fibras mistas.
O Comitê da ABIT trabalha de modo a aproximar produtores e mercado da indústria moveleira, criando oportunidades para que pequenos e médios empresários de cada região tenham acesso às informações sobre os principais lançamentos e tendências. Também organiza feiras e encontros de negócios que proporcionam maior visibilidade aos produtos brasileiros.